Estresse e depressão no campo missionário

E-mail Imprimir PDF

1. Em caso de estresse e depressão no campo missionário, quais seriam algumas boas opções de cuidado? (Anônimo)

Essa é uma situação em que se encontram muitos missionários. Algumas possibilidades e passos seriam:

- uma conversa franca com a liderança, com vistas a estabelecer-se um plano de ação;

- em caso de estresse, deve-se elencar os motivos que levaram o missionário a esse quadro. A partir dessa identificação poderão ser elaboradas estratégias que a curto, médio ou longo prazo eliminarão tais fatores.

- há limites para tudo. Mesmo em face ao julgamento de alguns, o missionário deve dizer SIM para o que é plausível e NÃO para o que não é.

- férias existem para serem vivenciadas. Período de férias não é hora de visitar igrejas, divulgar projeto, contatar pessoas e pastores, envolver-se com problemas da família. Sombra e água fresca! Isso sim é que são férias de verdade. Se o missionário está fora do seu país e na época das férias não tem recursos para ir até lá, que tire suas férias num local mais próximo; mas que as tire!

- a depressão pode surgir por “n” fatores. Em primeiro lugar, deve-se descartar questões fisiológicas/orgânicas. Algo no organismo da pessoa que não esteja funcionando bem pode ser a razão da depressão. Para isso há tratamento medicamentoso eficaz. Psiquiatra não é “médico de doido”. Deixe esse preconceito de lado. Se Deus providencia meios para Seus filhos se tratarem, é isso que deve ser feito.

- a depressão pode estar vinculada a fatores emocionais. Um atendimento terapêutico de qualidade também é muito eficaz. Se o missionário está num campo transcultural em que não haja possibilidade de atendimento, uma opção é fazê-lo via skype, com profissional qualificado para isso.

- como estamos falando de missionários, obviamente deve-se crer no poder de Deus e buscá-lo em oração. Algo a se evitar é a super-exposição, ou seja, falar para “todo mundo” que se está com depressão como justificativa para se pedir orações aos intercessores. É claro que as pessoas de total confiança do missionário, maduras na fé podem e devem acompanhar essa situação.

- se o caso for grave, um retorno do campo e acompanhamento minucioso devem ser prioridade.

Última atualização em Seg, 19 de Setembro de 2011 15:31

PageViews (Visitação)

14 de dezembro de 2014

Páginas acessadas: 2.835.416
Hits: 11.754.236

Desde 12 de novembro de 2005

Visitantes

You are here Início