Banner

Bibliografia sugestiva

E-mail Imprimir PDF
 
ARAÚJO, Stephenson Soares. A manipulação no processo da evangelização. Belo Horizonte. LERBAN, 1997.
 
AUGE, Marc. Os domínios do parentesco. Lisboa: Edições 70, 1975.
 
BOAS, Franz. Antropologia cultural. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2004.
 
_____. The value of a person lies in his Herzensbildung –University of Wisconsin Press, 1983.
 
_____. Race and Progress, Science, N.S., vol.74, 1931.
 
_____. The methods of Ethnology, American Anthropologist, N.S., vol 22, 1920.
 
BONHOEFFER, Dietrich. Ética. São Leopoldo: Sinodal, 2005.
 
BOSCH, David J. Missão transformadora: Mudanças de paradigma na teologia da missão. São Leopoldo: Sinodal, 2002.
 
_____. The structure of mission. An exposition of Matthew 28.1-20. In exploring church growth, ed. Wilbert R. Shenk, 218-248. Grand Rapids, MI. Eerdmans, 1983.
 
CASTRO, Dagmar Silva Pinto & Outros (orgs). Fenomenologia e análise do existir. São Paulo: Metodista, 2000.
 
CASTRO, Eduardo Viveiros de (Org.). Antropologia do parentesco: Estudos Ameríndios. Rio de Janeiro: UFRJ, 1995.
 
CROATTO, José Severino. As linguagens da experiência religiosa – Uma introdução à fenomenologia da religião. São Paulo: Paulinas, 2001.
 
DUARTE, Fábio Bonfim. Análise gramatical das orações da língua Tembé. Brasília: UnB, 1997 (dissertação de mestrado).
 
ELIADE, Imagens e símbolos: Ensaio sobre o simbolismo mágico-religioso. São Paulo: Martins Fontes, 2002.
 
_____. O sagrado e o profano: A essência das religiões. São Paulo: Martins Fontes, 2001.
 
_____. Aspectos do Mito. Lisboa: Edições 70, 2000a.
 
_____. Mito e realidade. São Paulo: Perspectiva, 2000b.
 
_____. Mitos, sonhos e mistérios. Lisboa: Edições 70, 2000c.
 
_____. Mefistófeles e o andrógino: Comportamentos religiosos e valores espirituais não-europeus. São Paulo: Martins Fontes, 1999.
 
______. O xamanismo e as técnicas arcaicas do êxtase. São Paulo: Martins Fontes, 1998.
 
_____. Tratado de história das religiões. São Paulo: Martins Fontes, 1993a.
 
____. O mito do eterno retorno: Arquétipos e repetição. Lisboa: Edições 70, 1993b.
 
_____. Origens: História e sentido na religião. Lisboa: Edições 70, 1989.
 
_____. História das crenças e das idéias religiosas. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1983.
 
_____. Rites and Symbols of Initiation. New York: Harper and Row, 1958.
 
ELIADE, Mircea & COULIANO, Ioan P. Dicionário das religiões. São Paulo: Martins Fontes, 1995.
 
EVANS-PRITCHARD, Edward Evan. Bruxaria, oráculos e magia entre os Azande. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2005.
 
_____. História do pensamento antropológico. Lisboa: Edições 70, 1981.
 
_____. Antropologia social da religião. Rio de Janeiro: Campus, 1978.
 
_____. Antropologia social. Lisboa: Edições 70, 1972.
 
FILORAMO, Giovani & PRANDI, Carlo. As ciências das religiões. São Paulo: Paulus, 1999.
 
GEERTZ, Clifford. Nova luz sobre a antropologia. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.
 
_____. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos Editora, 1989.
 
GOMES, Mércio Pereira. O índio na história: O povo Tenetehara em busca da liberdade. Petrópolis: Vozes, 2002.
 
HEGEL, G. W. Fenomenologia do espírito. Parte I. Petrópolis: Vozes, 1992a.
 
_____. Fenomenologia do espírito. Parte II. Petrópolis: Vozes, 1992b.
 
HESSELGRAVE, David J. Plantar igrejas: Um guia para missões nacionais e transculturais. São Paulo. Edições Vida Nova, 1984.
 
HIEBERT, Paul G. O evangelho e a diversidade das culturas. São Paulo: Vida Nova, 1999.
 
HIEBERT, Paul G. & Hiebert Meneses, Eloise. International Ministry. Planting Churches in Band, Tribal, Peasant, and Urban Societies. Grand Rapids, MI. Baker Book House, 1996.
 
HIBBERT, Richard. Paper. A survey and evaluation of contemporary evangelical theological perspectives on church planting, 2005.
 
KANT, Emanuel. Crítica da razão prática. Grandes Filósofos. Porto Alegre: Globo, 1952.
 
KINDELL, Gloria E. & Joan Wickham Jones. Educação indígena: Metodologia e programação. Brasília: SIL, 1978.
 
LABURTHE-TOLRA, Philippe e WARNIER, Jean-pierre. Etnologia, antropologia. Petrópolis: Vozes, 1997.
 
LARAIA, Roque de Barros. Cultura: Um conceito antropológico. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1989.
 
LAUSANNE. O evangelho e a cultura: A contextualização da Palavra de Deus. Série Lausanne, No. 3. Belo Horizonte: ABU/Visão Mundial, 1985.
 
LECHTE, John. Do estruturalismo à pós modernidade. Rio de Janeiro: Difel, 1994.
 
LÉVI-STRAUSS, Claude. O cru e o cozido. São Paulo: Cosac & Naify, 2004.
 
_____. Olhar, escutar e ler. São Paulo: Cia. das Letras, 1997.
 
_____. Antropologia estrutural II. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1993.
 
_____. Tristes trópicos. São Paulo: Cia. das Letras, 1993.
 
_____. História de Lince. São Paulo: Cia. das Letras, 1993.
 
_____. Mito e significado. Lisboa: Edições 70, 1989.
 
_____. Totemismo Hoje. Lisboa: Edições 70, 1986.
 
_____. Oleira ciumenta. Lisboa: Edições 70, 1985.
 
_____. As estruturas elementares do parentesco: O intercâmbio restritivo. Petrópolis: Vozes, 1982.
 
_____. Olhar distanciado. Lisboa: Edições 70, 1983.
 
_____. Antropologia estrutural I. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1975.
 
_____. Pensamento selvagem. São Paulo: Nacional, 1970.
 
LIDÓRIO, Ronaldo. Cultural Identity. Journal of Cultural Anthropology. 2002.
 
_____. Cultural identity and religious phenomenology – The impact of the gospel in a Konkomba worldview. Londres: RLU, 2001. Tese em etnologia. Não publicada.
 
_____. Indígenas do Brasil (Org). Viçosa: Editora Ultimato, 2006.
 
_____. Plantando igrejas. Editora Cultura Cristã, 2008.
 
LOTHAR, Kaser. Diferentes culturas: Uma introdução à etnologia. Londrina: Descoberta, 2004.
 
MALINOWSKI, Bronislaw. Crime e costume na sociedade selvagem. Brasília: UnB, 2003.
 
____. Um dicionário no sentido estrito do termo. Rio de Janeiro: Record, 1997.
 
____. Magia, ciência e religião. Lisboa: Edições 70, 1988.
 
____. Argonautas do Pacífico Ocidental: Um relato do empreendimento e da aventura dos nativos nos arquipélagos da Nova Guiné Melanésia. São Paulo: Abril Cultural, 1978.
 
____. Uma teoria científica da cultura. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1975.
 
____. Sexo e representação na sociedade selvagem. Petrópolis: Vozes, 1973.
 
MAUSS, Marcel. Sociologia e antropologia. São Paulo: Cosac & Naify, 2003.
 
_____. Esboço de uma teoria geral da magia. Coleção Perspectivas do Homem. Lisboa: Edições 70, 2000a.
 
_____. Esboço de uma teoria geral da magia. Lisboa: Edições 70, 2000b.
 
_____. As técnicas do corpo. São Paulo: EDUSP, 1974.
 
_____. Antropologia. São Paulo: Ática, 1979.
 
_____. Ensaio sobre a dádiva. Lisboa: Edições 70, 1950.
 
MELATTI, Júlio César. Informativo FUNAI, ano IV, n° 14, pp. 13-20.
 
McGAVRAN, Donald. "Reaching People Through New Congregations," Church Growth Strategies That Work. by Donald McGavran and
George F. Hunter, III. Nashville, TN. Abingdon Press, 1980.
 
MOISÉS, Beatriz Perrone. Claude Lévi-Strauss, aos 90.Revista de Antropologia, 1999, vol.42, n. 1-2.
 
MÜLLER, Regina Pólo. Os Asuriní do Xingu: História e arte. Campinas: UNICAMP, 1993.
 
NIDA, Eugene. Costumes e culturas – Uma introdução à antropologia missionária. Tradução e adaptação d Barbara Burns. São Paulo: Vida Nova, 1995.
 
NICHOLLS, Bruce J. Contextualização: Uma teologia do evangelho e cultura. São Paulo: Vida Nova, 1983.
 
OLIVEIRA, Pérsio Santos de. Introdução à sociologia. São Paulo: Ática, 1999.
 
 
PAREDES, Tito. El Evangelio: Um tesoro em vasijas de barro. Buenos Aires: Ediciones Kairós, 2000.
 
PEREIRA, Magali Cecili Surjus. Meninas e meninos Kaingáng: O processo de socialização. Londrina: UEL, 1998.
 
PIAZZA, Waldomiro Octavio. Introdução à fenomenologia religiosa. Petrópolis: Vozes, 1983.
 
RADCLIFFE-BROWN, Alfred Reginald. Estrutura e função nas sociedades primitivas. Lisboa: Edições 70, 1989.
 
RAMOS, Alcida. Hierarquia e simbiose: Relações intertribais no Brasil. São Paulo: Hucitec, 1980.
 
REIFLER, Hans Ulrich. Antropologia missionária para o século XXI. Londrina: Descoberta, 2003.
 
RIBEIRO, Darcy. Os índios e a civilização: A integração das populações indígenas no Brasil moderno. São Paulo: Cia. das Letras, 1996.
 
RICHARDSON, Don. O totem da paz. Venda Nova: Betânia, 1978.
 
SOUZA, Isaac Costa. De todas as tribos: A missão da igreja e a questão indígena. Viçosa: Ultimato, 2003.
 
SCHUSKY, Ernest. Manual para analise de parentesco. São Paulo: Pedagógica e Universitária, 1973.
 
SILVA, Cácio Evangelista da. Fenomenologia da religião: Uma abordagem antropológica com aplicabilidade missionária. Viçosa: CEM, 2004 (apostila não publicada).
 
STEVENS, Hugh. Manuel, o índio diplomata. São Paulo: Fiel, 1976.
 
STOTT, John. “The Living God is a Missionary God,” in Perspectives on the World Christian Movement, Ed. Ralph Winter and Steven Hawthorne, Pasadena. William Carey Library, 1981
 
TEIXEIRA, Faustino (org). A(s) ciência(s) da religião no Brasil afirmação de uma área acadêmica. São Paulo: Paulinas, 2001.
 
TIPPETT, Alan. Introduction to missiology. Pasadena, CA. William Carey Library, 1987.
 
TUCKER, Ruth. “... Até aos confins da terra”: Uma história biográfica das missões cristãs. São Paulo: Vida Nova, 1986.
 
VAN ENGEN, Charles. Footprints of God. A Narrative Theology of Mission. Monrovia, CA, 1999.
 
VERKUYL, J. Contemporary missiology. An introduction, trans. Dale Cooper. Grand Rapids, MI. Eerdmans, 1978.
 
VICEDOM, George F. Missão com obra de Deus. São Leopoldo: Sinodal/EST, 1996.
 
WILBUR, Odonovan Jr. O cristianismo bíblico da perspectiva africana. São Paulo: Vida Nova, 1999.
 
WINTER, Ralph D. & HAWTHORNE, Steven C. Missões transculturais: Uma perspectiva cultural. São Paulo: Mundo Cristão, 1987.
 
WOODFORD, Brian. One church, many churches. A five-model approach to church planting and evaluation, 1997.
 
WRIGHT, Robin (org.). Transformando os deuses – Os múltiplos sentidos da conversão entre os povos indígenas no Brasil. Campinas: Unicamp, 1999.
 
 
Última atualização em Seg, 06 de Abril de 2009 13:36

PageViews (Visitação)

14 de dezembro de 2014

Páginas acessadas: 2.835.416
Hits: 11.754.236

Desde 12 de novembro de 2005

Visitantes

You are here Artigos Artigos Selecionados Bibliografia sugestiva